TREINAMENTO INDOOR X OUTDOOR



A corrida emagrece, aumenta o condicionamento, melhora a auto-estima, diminui o stress e ainda é fashion. Com tantos benefícios, fica fácil entender por que a corrida é a modalidade esportiva mais praticada em todo o mundo.

O melhor: pode ser realizada em ambiente indoor (esteira) ou em ambiente outdoor (rua, montanha, praia). Mas, para que o praticante possa fazer essa escolha de acordo com suas reais necessidades ou objetivos, é importante saber os prós e contras de cada um deles.
O treinamento indoor, que é na esteira, é indicado tanto para o corredor iniciante como para os mais experientes. A esteira, por se deslocar sobre o atleta, faz com que o deslocamento vertical seja maior. Já o treinamento outdoor (na rua) proporciona um esforço maior, pois o atleta tem que fazer o deslocamento vertical e horizontal e ainda vencer a resistência do vento – e, dependendo do tipo de terreno, o esforço é maior ainda.

É comum os atletas fazerem os treinos longos nas esteiras, pois esse equipamento ajuda a preservar a integridade física, uma vez que os treinos longos na rua são extremamente exaustivos para as articulações e tendões. Porém, é imprescindível que o atleta realize pelo menos 90% do treinamento no ambiente específico da prova – ou seja, na rua.

Treinamento indoor
Vantagens
  • Não tem a resistência do vento, deixando o exercício mais confortável;
  • O equipamento oferece um sistema de amortecimento, diminuindo o risco de lesões por impacto;
  • A máquina tem recursos para controlar velocidade, distância e inclinação;
  • Na maioria das vezes, as esteiras estão localizadas de frente para o espelho, o que permite a correção da postura durante o treinamento;
  • Fica mais fácil para o professor fazer os ajustes adequados em relação à postura e também observar o comportamento das variáveis fisiológicas, como frequência cardíaca e pressão arterial;
  • Não sofre interferência climática (chuva, frio).
Desvantagens
  • O treinamento somente na esteira não prepara para as competições;
  • No início, o medo de desequilibrar e cair pode provocar tensão e dores;
  • Em ambientes fechados e não aclimatados adequadamente, a desidratação é maior;
  • O desgaste é menor do que na rua, o que implica em menor gasto energético.
No treinamento para atletas, a esteira tem um papel pequeno, mas importante: atua mais como um treinamento complementar, com o objetivo de evitar que o atleta entre em overtraining, e também quebra um pouco a rotina do treinamento. Para os alunos que visam somente o emagrecimento ou o condicionamento físico, é uma boa opção, pois une o funcional ao agradável.

Fonte: Sua corrida - Alexandre Machado

Bom treino!

Beijos,
Andréia Napoleãp


4

4 comentários:

Patricia Pierazo disse...

Adorei o post!

Beatrice disse...

Gostei muito do que tema...bem , eu não pratico este exercicio corrida , no meu caso, faço muito pouco ..porque ,faço e sou praticante mais caminhadas longas e alguns exercicios ..gosto de nadar no mar tambem...Pois, eu tenho que controlar a saude...obrigada amiga .

Tatianne disse...

Adorei o post... Eu gosto de correr na rua, mas na esteira a última vez que tentei correr simplesmente cai, então não arrisco mais, hihihi. Adoro suas matérias, sempre interessantes. Beijos!

Rosemir disse...

Eu prefiro e consigo um bom desempenho melhor Indoor, consigo correr na esteira por 1 hora sem parar, e não vejo tanto impacto nos pés e pernas, já no Outdoor não consigo correr 10 minutos, mais impacto para pernas e falta de ar, uma vez que o ar cada vez esta mais poluido nos grandes centros.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...