Jontex patrocina o projeto “Atitude Abril – AIDS, Desinformação tem cura”

Em parceria com órgãos oficiais de saúde e com a editora Abril, marca de preservativos pretende retomar o debate com a população sobre os riscos do HIV/AIDS

Atualmente, mais de 718 mil pessoas são portadoras de HIV no Brasil, e cerca de 20% delas não sabe que possuem o vírus. No mundo, este número salta para 33 milhões de infectados. E apesar dos altos e assustadores números de pessoas que vivem com o HIV/AIDS, para a última geração este fantasma parece ter sumido do cotidiano e a prevenção é coisa do passado - e a falta de prevenção gera 39 mil novos casos e 12 mil óbitos por ano. Diante deste cenário alarmante, Jontex, marca líder em preservativos no país, patrocina o projeto Atitude Abril – AIDS, Desinformação tem cura. Idealizado pelo Grupo Abril e apoiado pelo Ministério da Saúde, pela UNAIDS - organização da ONU que atua sobre a AIDS - e pelo CEN AIDS (Conselho Empresarial Nacional para a Prevenção ao HIV/Aids), o Atitude Abril pretende abordar todos os pontos que envolvem o tema: prevenção, sexo, conscientização, tecnologia e muito mais.

“Para Jontex, fazer parte de um projeto como o Atitude Abril - AIDS Desinformação tem cura, é mais que importante, é necessário, já que o preservativo vem sendo evitado por muitas pessoas, principalmente jovens, que não o consideram necessário e não conhecem os riscos do sexo sem proteção”, afirma Daniella Brilha, diretora de marketing Jontex. “A marca foi pioneira em levantar a bandeira do sexo seguro e da conscientização da importância do uso do preservativo. Nada mais natural do que apoiar esse projeto que retoma o tema de uma forma atual”, completa a executiva.

O projeto Atitude Abril – AIDS, desinformação tem cura, lançou uma pesquisa, disponível no link www.atitudeabril.com.br/pesquisa, para ouvir a opinião dos brasileiros e construir um retrato nacional sobre o conhecimento a respeito de HIV/AIDS, saber mais sobre o comportamento sexual brasileiro e identificar barreiras que devem ser ultrapassadas quando o assunto é prevenção e transmissão da doença. Para saber mais detalhes sobre as ações da marca e conhecer sua linha completa de produtos acessem o site, a fanpage e o Instagram oficiais da marca: www.jontex.com.br, https://www.facebook.com/jontexoficial e @jontexoficial.

Sobre Jontex
Jontex, marca líder no segmento no Brasil, foi lançada em 1936 e possui uma linha completa de preservativos e géis lubrificantes desenvolvida a partir da mais alta tecnologia que garante maior segurança e conforto para os usuários. Todos os preservativos são testados eletronicamente e passam por um rigoroso controle de qualidade.


8


13 dicas para melhorar a resistência

Melhorar a resistência

 Saiba como respirar, comer e se aquecer para melhorar sua performance nas corridas

O objetivo de alguns corredores, sobretudo os iniciantes, é conseguir correr cada vez mais. Ao primeiro olhar, quebrar barreiras e superar limites pode parecer uma tarefa árdua, que exige uma grande carga de esforço. Porém, aumentar a resistência e conseguir correr distâncias maiores pode ser mais simples do que você imagina. Bastam algumas doses de determinação, orientação e disciplina.

O Dr. Rodrigo Resende Palhares, médico do esporte formado pela UNIFESP e membro do corpo clínico do INA (Instituto do Atleta), separou cinco itens fundamentais para melhorar a resistência durante a corrida: respiração, alimentação, aquecimento, suplementação e exercícios adjuvantes (que reforçam os exercícios comuns da corrida).

Em cada um dos itens, o Dr. Palhares deu inúmeras dicas para que o corredor possa ter um rendimento melhor durante suas atividades. Nessa primeira matéria, vamos revelar as 13 primeiras recomendações do médico, sobre respiração, alimentação e aquecimento.

RESPIRAÇÃO

Feita de forma adequada, traz mais oxigênio para os músculos e, consequentemente, mais resistência e disposição para corrida.

1 – Respiração abdominal
A respiração correta deve ser feita pelo abdômen, não pela parte superior do peito (tórax). A respiração torácica pode ser um hábito difícil de modificar, principalmente quando pretendemos manter um bom ritmo. O ideal é trabalhar a respiração abdominal (que é a forma mais natural de respirar e também a que nos permite absorver mais oxigênio), preferencialmente fora da corrida, nas atividades diárias. Desta forma iremos construir hábitos que posteriormente serão transferidos para a corrida.

2 – Correr regularmente
Esse hábito aumenta o reparo do sistema respiratório e cardiovascular. Na prática, isso quer dizer que você terá cada vez mais fôlego para fazer exercícios. O coração e a circulação sanguínea vão trabalhar com menor sobrecarga ao fazer esforço físico.

3 – Não fumar
Não se deve fumar uma hora antes e nem uma hora depois do exercício físico. Esta é a pior hora, pois os alvéolos estão abertos e ávidos para absorver toda a nicotina.

ALIMENTAÇÃO
O combustível do corredor

4 – Nutrição leve
Faça uma refeição leve duas horas antes do exercício.

5 – Ingerir carboidratos
Os carboidratos complexos, tais como massas, são uma boa fonte de energia.

6 – Beber água
Beba água antes, durante e após o treino, mas sem excessos. O excesso de água pode causar cãibras musculares. O ideal é beber, em media, de 300 a 500 ml antes da corrida.

7 – Evitar bebidas alcoólicas 24 horas antes do treino
Outro hábito importantíssimo, pois o álcool no organismo influencia negativamente as funções metabólicas e fisiológicas, que são essenciais para as performances físicas. O metabolismo energético interfere na absorção e utilização de carboidratos, consumo máximo de oxigênio (VO2máx), batimento e rendimento cardíaco, fluxo sanguíneo muscular, diferença de oxigenação arteriovenosa e respiração. Além do índice de lesões no esporte crescer proporcionalmente ao aumento da quantidade de álcool ingerida.

AQUECIMENTO
Prepara o corpo para receber a carga de exercício

8 – Alongue-se antes dos treinos
Aqueça-se antes de iniciar o treino seguindo uma rotina leve de alongamentos.

9 – Estique a musculatura
Faça cada um dos alongamentos esticando a musculatura por 5-10 segundos de cada vez.

10 – Aumente o ritmo gradativamente
Comece em um ritmo lento e aumente-o durante a corrida de acordo com sua capacidade.

11 – Leve em consideração toda a distância a ser percorrida.
A fadiga excessiva na musculatura poderá diminuir a resistência e ainda colocá-lo em risco de sofrer uma lesão.

12 – Descanse após os treinos
Após cada treino você precisará de um período para descansar, beber água e acalmar seus batimentos cardíacos.

13 – Alongue-se após os treinos
Ao término do treino, faça séries mais longas de alongamentos. Tente fazer cada alongamento por 10-30 segundos, sentindo a musculatura alongar.

(Fonte: O2porminuto)


4

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...